Porta-bituca, uma solução?

Lembrando: Fumar é prejudicial a saúde e infelizmente ao meio ambiente também. Logo se você não cuida de você, pelo menos preserve o meio ambiente e não jogue bitucas no chão.

Estudos mostram que transformar bitucas de cigarro em papel não é tarefa complicada. O principal componente necessário para a reação química - a celulose - está presente de diversas formas na estrutura das bitucas: o filtro é composto de acetato de celulose, o fumo contém matéria vegetal (fibras) e a camada externa de papel também é matéria-prima. Carvão e cinzas podem ainda ser usados, embora isso escureça o papel. Esse processo permite que a bituca do cigarro seja inteiramente reciclada.

Os componentes da bitucas são altamente higroscópicos, ou seja, absorvem água, o que facilita a reciclagem. Nesse processo, acrescenta-se à bituca uma substância alcalina (como o carbonato de sódio ou a soda cáustica) e calor, de forma a provocar uma reação de hidrólise do grupo acetato de celulose, que é transformado na celulose necessária para fabricar o papel.

ALTERNATIVAS DE COLETA
O que parece ser mais difícil é a coleta desse material.

Para as praias, pensa-se em pás, tipo peneiras, para que a areia escorra as bitucas fiquem.Nos ambientes pensa-se em "porta-bitucas", um apetrecho de tubo PET, antes de ser soprado e modelado em garrafas.

Eu entendo que a educação e a conscientização ainda continuam sendo a redenção para a POLUIÇÃO, inclusive dos fumantes.
Toda estratégia é válida, uma empresa que desenvolve projetos na área sócio ambiental com sede em S.Paulo, a Recicleiros, desenvolveu o PORTA-BITUCA.


Transcrevo parte da apresentação do produto que li no site da
RECICLEIROS.

"Grande parte das bitucas de cigarros são jogadas no meio ambiente contribuindo para a formação de enchentes e a proliferação de doenças.

Claro que não é somente as bitucas que irão fazer isso, qualquer lixo jogado na rua vai fazer com que isso ocorra. Logo, lembrem-se, lugar de lixo é no LIXO.

A bituca de cigarro é um dos maiores problemas ambientais das praias. Para combater esse problema, criamos o "porta bituca", um coletor prático com vedação 100% garantida que não deixa o cheiro sair e nem a água entrar.

O porta-bituca é perfeito para carregar na bolsa, no carro ou no bolso da calça, além de poder ser fixado na areia da praia funcionando como um cinzeiro".

O artefato é feito de PET e a tampinha é reaproveitável.


FONTE: Clipping UnB, site da Recicleiros.

Achei outra informação importante sobre as bitucas biodegradáveis: greenwashing



2 comentários:

Falandodegestão disse...

Nuito interessante o seu blog materias muito bem escritas e educativas, coloquei umk link para meu blog padivulga-lo. Parabens!
Pedro Paulo Morales.
www.falandodegestao.wordpress.com

Roberto Façanha disse...

A bituca do cigarro é um grande problema nos centros urbanos.
Em Curitiba, 8 milhões desses resíduos são descartados por dias.
O PROGRAMA BITUCA ZERO, criado pela empresa curitibana ECOCITY Souções Ambientais, é uma importante ferramenta contra o problema.
A empresa atende todo o ciclo do resíduo: a implantação de coletores especialmente desenvolvidos, a coleta semanal dos resíduos e a reciclagem.
Todo o processo é 100% paranaense e atende toda a legislação em vigor.
Após a reciclagem, os sub-produtos voltam para a natureza, utilizados em áreas ambientamente degradadas.
Informações: ecocitybrasilgmail.com
WWW.ECOCITYBRASIL.BLOGSPOT.COM